Estamos a uma semana do Natal!

Quando a gente vê um presépio muitas vezes não faz ideia da profundidade que existe ali. Olhar para um menino que nasceu na manjedoura é algo muito mais sério do que a festa que fazemos (e devemos fazer). O Natal é o movimento de um Deus vivo que nos convida para um lugar de reconciliação. Um lugar que não é físico, mas um lugar de vida em abundância, de amor, compaixão, comunhão, perdão e misericórdia.


O presente é secundário e a figura da manjedoura e todos os elementos que ilustram o cenário é só uma lembrança figurativa daquilo que precisamos viver na realidade. Fazer o bem não é só “abrir uma porta e fechar” é ir além – é preciso ouvir mais, amar mais, perdoar mais, se interessar mais, abraçar mais, sorrir mais, dar mais atenção, chorar com quem chora… e quando o Natal passar que tudo isso continue.


Entender o Natal na sua profundidade é nos encontrarmos com Cristo! É Deus nos chamando, “pode vir, esse é o nosso lugar!” Que a luz de Cristo, o Príncipe da Paz possa brilhar através de nossas vidas, nas nossas atitudes, naquilo que somos. Neste Natal, se ofereça, seja você um lugar! Foi para isso que fomos chamados.

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.

Isaías 9:6


Este ano a Agrosolo se despede do seu presépio. As instalações já estão um pouco desgastadas, afinal, foram 03 anos de exposição (desde 2016). Ano que vem certamente encontraremos uma nova forma de expressar e compartilhar o verdadeiro sentido do Natal.


Boas festas e Feliz 2020.


Agrosolo, aqui é o lugar!


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado